NOXUKHURU, Sr. D. GERMANO


A diocese de Nacala, desde a sua criação, há 27 anos, teve como seu bispo D. Germano Grachane. Depois de completar 75 anos de idade, como manda o direito canónico, o papa escolheu novo bispo para a diocese de Nacala: D. Alberto Vera.
Chegou, assim, o momento de agradecer o Sr. D. Germano pela vida doada e pelo trabalho feito na nossa diocese, mas, como ele mesmo salientou, não se trata de uma despedida, mas sim de graças a Deus por tudo o que foi feito nestes 27 anos de caminhada diocesana e por esta semente que foi lançada e que marca o início da caminhada desta igreja particular de Nacala.
Para D. Germano, certamente, este é o momento de fazer balanços, preparar mudanças e de perspectivar novos rumos. A diocese de Nacala sente-se na obrigação de parar para um agradecimento profundo àquele que foi o seu primeiro bispo diocesano e que passou tantos anos ao leme desta barca de Cristo. Neste sentido, está-se a organizar nas três zonas pastorais (vigararias) que constituem a diocese uma celebração de acção de graças e de agradecimento a D. Germano. Neste périplo pelas zonas pastorais da diocese, no passado dia 10 de Junho, coube à zona pastoral da Carapira (da qual faz parte a missão de Itoculo) prestar a sua homenagem o bispo cessante.
Foi uma celebração simples, mas bastante viva e sentida, onde todas as paróquias e equipas missionárias da zona pastoral se fizeram presentes de forma muito especial. Além das palavras e das ofertas, ficou bem patente a simpatia e amizade que se criou ao longo destes anos. Como foi muitas vezes salientado, o nome de D. Germano estará sempre marcado na história da nossa diocese e gravado no coração cada membro desta diocese (não fosse ele o seu primeiro pastor): a semente que foi lançada neste cantinho moçambicano vai continuar a crescer e frutificar. Isso significa que estamos numa transição para a nova etapa na nossa caminhada diocesana mas não no fim do caminho; temos pela frente ainda novos horizontes a atingir e desafios a ultrapassar, na construção de um Moçambique melhor.
Termino com uma expressão do próprio D. Germano, na Carapira: “é bonito quando alguém vai para a reforma por causa da idade!” Que este sentimento de dever cumprido o acompanhe sempre e, especialmente, na nova etapa da sua vida.

NOXUKHUR’ELA VANJENE BISPO AHU, D. GERMANO!



Comentários

Raul Viana disse…
Parabéns e Obrigado D. Germano.
Dino Semedo disse…
Parabéns a diocese, ao seu antigo e ao novo bispo e a todos que nela trabalham e trabalharam,,

Mensagens populares