Vai vende tudo e segue me!


Aldino André



Harare


Diante do desejo do rico joven em seguir Jesus, isto è, em partilhar a sua vida diária, o seu sofrimento, a sua condenação, a sua morte e por fim a sua ressureição, Jesus não responde impondo uma sèrie de requisìtos, como se tem feito quando desejamos ocupar uma vaga numa instituição.

Jesus não olha pelo passado do jovem, não se interessa de onde ele vem, qual è o seu comportamento; simplesmente Jesus se interessa em satisfazer a vontade do jovem e a resposta è tão simples e direita: "vai, vende tudo o que tens e vem segue me". Isto não è assim tão fácil, especialmente quando o que temos nos serve de conforto, de defesa e nos faz sentir importantes.

São os nossos bens materias, são as nossas atitudes e comportamentos e a familia è o ambiente de casa que sempre se considera melhor. Mas para seguir Jesus se deve fazer um esforço a mais, se deve deixar algo por traz, se deve perder para ganhar algo maior, se deve deixar o egoismo para dar lugar aos outros, enfim se deve morrer para viver.


O único requisito que Jesus faz ao jovem rico parece ser defícil ou se não mesmo impossivel. Podemos dizer que a sua riqueza o tinha tornado cego e não era capaz de ver quanto ganharia ao vender tudo por uma nobre causa, seguir Jesus Cristo. Isto trata-se de um examplo de como muitas vezes não somos capazes de sacrificar coisas menores para coisas maiores, não somos capazes de sacrificar esta vida pela vida eterna a qual Jesus nos propõe. Mas não podemos ignorar o facto de que existem pessoas que ouvem o chamado de Deus e sacrificam, literalmente, tudo com fé para o seguir.

A Bíblia, nos apresenta duas personagens como modelo de disponibilidade a seguir, com fé, o chamado que Deus nos faz para o servir. Penso em Abraão, o nosso pai na fé, que com fé deixou a sua terra natal para um destino incerto, com fé viveu como refugiado no estrangeiro, com fé a sua esposa concebeu mesmo na velhice, com fé aceitou sacrificar o seu único filho. E como resultado Deus prometeu uma grande fortuna, a sua descendência seria como as estrelas do céu.

Ainda a Bíblia apresenta-nos a imagem de Maria, um outro exemplo de fé; ela não hesitou em aceitar carregar Jesus no seu ventre, pesembora para alguns fosse uma vergonha conceber fora do casamento.

Estas duas figuras deviam ser um exemplo para nós, que tudo é possivel quanto dizemos sim ao convite que Jesus nos faz para O seguir. De facto, gente há que renuncia os seus bens e o seu futuro brilhante para seguir Jesus. Penso em particular do nosso primeiro fundador Cláudio Poullart des Places, que renunciou a sua carreira de juiz que, de certeza, o tornaria famoso e rico para enveredar pela vida religiosa e preferiu viver pobre e com pobres. Penso de tantos missionários e misssionárias, leigos e leigas que deixaram o conforto de primeiro mundo (Europa e não só) e decidiram vir para África ou América do Sul para partilhar o sofrimento do povo e em certos casos trate-se de pobreza extrema, onde estes homens de Deus se encontram nessas situações anuanciando a Boa Nova de Jesus ressucitado.

Durante este tempo em que estou a caminhar com os Missionários do Espirito Santo, testemunhei estas situações de missionários que escolheram tornar-se pobre com os pobres e isto me leva a questionar-me se eu não agiria como aquele jovem ao ser convidade para la ir viver! Mas acima de tudo estou convencido que se Deus me chama seguramente tem planos superiores para mim e como Cláudio Poullart des Places disse: “estou decidido a seguir o caminho que ele me indicar.” Pois acredito que o mesmo Deus que escolheu e guiou o povo de Israel, tambem me guiará.

Vem junta-te a nós nesta aventura e deixa-te guiar pelo Espirito Santo!

Comentários

Anónimo disse…
uma bela partilha meu irmão| muita força pois seguir Cristo não é fácil mas si fosse fácil certamente não teria o mesmo gosto e confiança pois contavamos com as nosssas próprias forças. assim sendo, a nossa força e confiança está Naquele que nous chamou.
Um abraço
Elson jovem macua
Anónimo disse…
Bonito artigo e testemunho. não é fácil desapegarmo-nos das comodidades e confortos do dia a dia para estar mais perto de Jesus, na oração, no serviço aos irmãos... mas, como diz o Elson, o próprio Cristo dá a força se honestamente fizermos a nossa parte.
Damas

Mensagens populares