Um poço de água


Raul Viana
Itoculo


No dia 8 de Dezembro na região paroquial de Congo-Itoculo decorreu a inauguração oficial do poço de água subvencionado pela Escola Secundária Henrique Medina de Esposende – Portugal. Um apoio levado a cabo pela professora Ernestina Falcão, missionária (leiga voluntária) em Itoculo em 2010-2011, a quem recordamos calorosamente e agradecemos sinceramente. 


Os trabalhos iniciaram no dia 18 de junho com a última pesquisa para obtenção de água em Djipwi-Itoculo, e no dia 4 de julho começaram os trabalhos de abertura do furo de água. A população local apareceu e colaborou bem neste serviço. Oito dias depois já se encontrava a primeira água com 18m de profundidade. Grande alegria para todos os presentes. Porém, ainda não se tinha atingido a profundidade suficiente para garantir uma quantidade de água que permita instalar uma bomba manual. Continuou-se a aprofundar, mas aos 19m atingimos uma zona rochosa que não nos permitiu prosseguir no aprofundamento do furo. Ainda procuramos outro sítio no mesmo terreno, mas sem sucesso. Propusemos abrir um poço no local onde a população apanha água, mas os locais não estavam interessadas. Desta maneira terminamos os trabalhos em Dijipwi e avançamos para a região do Congo.


Assim, no dia 2 de agosto estivemos com os técnicos no terreno e decidiu-se abrir um poço manual. Os trabalhos reiniciaram no dia 13 de Agosto, com pá e picareta, e ao fim de alguns dias já atingia 4 metros de profundidade. Mas uma camada de ao chegar de saibro muito duro travou os trabalhos. Impossibilitados de prosseguir, decidiu-se abrir num outro sítio, relativamente perto. Mas também aqui ao fim de 5m nos deparamos com o mesmo problema.

Finalmente, no dia 1 de outubro reiniciamos os trabalhos, sendo que ao fim de 3,50m já havia sinais de água, o que animou o prosseguimento dos trabalhos de perfuração que atingiu 5,40m de profundidade. Uma vez que apanhava água suficiente e começava a dificultar a dureza do terreno saibroso, decidimos iniciar o fabrico de manilhas de cimento para garantir que o poço não vá aluir no tempo das chuvas e que haja água potável.


Iniciou-se o trabalho de busca de areia e pedra para as manilhas. Concluído o fabrico das mesmas, procedeu-se à sua instalação no dia 5 de Novembro. Depois fez-se a base para a instalação da bomba manual de água. No dia 10 do mesmo mês instalou-se a bomba manual de água e entregou-se a um grupo de pessoas a responsabilidade de cuidar deste bem comum.

A nossa palavra final é um sentido agradecimento aos alunos e à Escola Henrique Medina – Esposende, lembrando uma vez mais a nossa irmã e amiga leiga voluntária, Ernestina Falcão. Ao mesmo tempo, agradecemos a todos os que se empenharam para que isto mesmo acontecesse: trabalhadores, assistentes e ajudantes, cozinheiros, etc… Não queremos esquecer ninguém.


Sabemos que este poço não vai resolver todo o problema da água em Itoculo, mas acreditamos que é uma ajuda eficaz que faz parte da nossa missão como cristãos nesta terra. Muitas gotas de água enchem o mar, e esta é mais uma gota que queremos acrescentar, para que as pessoas possam aceder mais facilmente a este líquido precioso e essencial.

Enfim, fazemos votos para este poço seja bem estimado e cuidado. Ele servirá o nosso Centro Regional do Congo e também servirá a população em redor, sendo coordenado por um comité de água devidamente formado. Esperamos e rezamos para que a água nunca se esgote neste poço e para que haja sempre boa coordenação entre todos os responsáveis e utentes.

Comentários

Quando tiverem condições para fazer outro poço é só dizer que nós tratamos dos euros, ou meticais...
Beijinhos
Ernestina
Galera disse…
Pe Raul, parabens pelo vosso trabalho, eu sou o Rui o amigo do EDlson e que tive a felicidade de passar um mês convosco nessa bela terra. Quais os proximos projetos?
Tires vai ajudar!!!
UM FORTE ABRAÇO PARA TODOS.
SANTO NATAL.
Anónimo disse…
Os próximos projetos estão ligados à educação: um Centro de Estudos (biblioteca, sala de informática e sala de estudo...) aqui em Itoculo. Também queremos criar residências para estudantes do interior. Qualquer apoio é sempre bem-vindo... Um abraço e obrigado. Raul

Mensagens populares